Institucional

História.

Foi fundada a 10 de maio de 1949, por iniciativa de um grupo de sobralenses que tinham por objetivo dar resposta a carências sociais, nomeadamente, o combate a situações de pobreza.
A cedência de um terreno, por parte da Câmara Municipal, e a angariação de fundos, possibilitou à Misericórdia a construção de um centro hospitalar inaugurado a 22 de maio de 1955.
Esta unidade funcionou como Centro Hospitalar concelhio, sob a gestão da Comissão Instaladora Administrativa, até 1956, e a partir de 1957, passou a ser gerida pela Mesa Administrativa, sendo o pessoal de enfermagem, durante os anos de 1959 a 1969, constituído, na sua maioria, por freiras de nacionalidade espanhola procedentes de um convento situado na localidade de Varatojo, entretanto, substituídas por um enfermeiro.
O grande mentor e assistente do Centro Hospitalar era o Dr. Vieira Lisboa, médico e delegado de Saúde que morava na localidade.
A Assembleia Geral Ordinária, da qual resultou a Mesa Administrativa, realizou-se a 13 de dezembro de 1956, tendo como primeiro Provedor D. António Braamcamp Sobral.
Em abril de 1960, em Assembleia Geral Extraordinária da Sociedade Tauromáquica de Sobral de Monte Agraço presidida por João Biencard Cruz, foi decidido por unanimidade, doar à Santa Casa da Misericórdia as ações que estavam em carteira, na importância de 4.790 escudos vindo, a SCMSMA, a partir de 1989 a tornar-se proprietária plena da Praça de Touros.
Entretanto, e em consequência das alterações políticas verificadas no país, com o derrube do Estado Novo e a implementação do regime democrático foi determinada, em 1975, a nacionalização do Centro Hospitalar da Santa Casa da Misericórdia e consequente integração no Ministério da Saúde.
Em 1984, e na continuação das necessidades sentidas pelas pessoas idosas que procuravam a Santa Casa, a Mesa Administrativa – já sob a liderança do Provedor Luis Filipe Vieira Lisboa - projetou a construção de um Lar. Adquirindo um terreno e adaptando uma antiga Residencial.
O 1º Acordo de Cooperação com o Instituto de Segurança Social data de dezembro de 1986 e previa 37 residentes.
Os serviços da Santa Casa da Misericórdia de Sobral de Monte Agraço foram evoluindo progressivamente com o avançar das décadas e das experiências acumuladas no século anterior.
A partir do triénio 2000-2002 e até 2014, a Santa Casa da Misericórdia teve como Provedora Matilde Braamcamp Sobral dos Santos Costa, filha do primeiro Provedor da instituição.
Marca extraordinariamente esse mandato a construção de uma nova ala no edifício do Lar, passando a designar-se por Nossa Senhora da Vida. Edifício amplo, moderno, devidamente adaptado ao cuidado de idosos, onde se encontram também instalados os serviços administrativos e de apoio, e a Sede da Instituição.
Entre os anos 2015 e 2017, exerceu funções como Provedor, Bernardino Garcia Cardoso, num período particularmente difícil face à situação socioeconómica e financeira em que o país se encontrava, sujeito a intervenção externa. Os esforços foram por isso direcionados para a manutenção da qualidade dos serviços prestados, para a conservação dos postos de trabalho, bem como para o cumprimento das obrigações assumidas assim como a reorganização dos Serviços.
Atualmente – mandato 2018-2021 - exerce funções de Provedor Luís Carlos Almeida Braga Pinheiro Torres, tendo elegido como eixos fundamentais do mandato a concentração das atividades em Nossa Senhora da Vida, a racionalidade económico financeira, o investimento na saúde e o incremento da visibilidade da Casa.
À data de hoje alojamos 107 residentes (entre sede e Vila) e apoiamos até 50 pessoas entre Centro de Dia e Apoio Domiciliário.